Depois do Parque do Tejo, (re)nascem outros parques infantis

Com a construção do novo Parque Infantil do Parque Tejo, em parceria com o MEO Arena, a JFPN fez a opção de criar um espaço lúdico inclusivo, que permite o uso partilhado por crianças com mobilidade reduzida. Esta foi uma opção pioneira em Lisboa inaugurada em dezembro. Os brinquedos escolhidos a pensar nas crianças de mobilidade reduzida, foram estudados para terem uso em comprimento e não em altura, sendo recomendado um piso de borracha que facilita a mobilidade. A restante zona de lazer do parque tem equipamentos de última geração, mais altos, e permite a brincadeira tanto aos mais novos como a mais velhos. Aqui foi recomendada a utilização de piso com seixo rolado, de acordo com as normas em vigor. Foi neste enquadramento que se sustentaram as escolhas feitas que certamente não agradam a todos, mas foram tomadas com a preocupação de ir ao encontro da segurança máxima dos nossos jovens.

Entretanto, nos próximos dias e semanas há parques infantis a renascer na freguesia: Parque do Neptuno na Zona Sul, que deverá reabrir em meados de janeiro, o da Quinta das Laranjeiras que já está em funcionamento pleno, e o Parque do Casal dos Machados que tem inauguração prevista para fevereiro; finalmente os parques da Escola Vasco da Gama e do Escola Parque das Nações, de utilização restrita aos seus alunos, estão também em funcionamento depois de terem sido renovados.